Seguir por e-mail

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Rumo aos Objetivos!

Quando determinamos alcançar um sonho, quando esse objetivo fica em nossa mente, dificilmente desviamos dele. Por mais que a vida pareça lançar obstáculos, o desejo de alcançar, de concluir a missão, acaba sendo maior do que os impecílios. Porém, se deixamos de lado nossos sonhos a cada problema, se priorizamos tudo e todos, menos o que realmente é importante para concluir nossos objetivos, se não estabelecemos as metas, acabamos desviando do caminho, perdendo tempo e não concluindo o que queremos de verdade.

As vivências passadas são exemplos de acertos e erros, devemos aprender com elas, porém devemos tomar cuidado com os bloqueios que estas podem nos trazer em relação a seguir em frente rumo aos nossos objetivos. Temos sempre que estar com a mente aberta para novas oportunidades, enxergar essas oportunidades e agora! Com o foco no futuro, no que se quer alcançar, mas vivendo o hoje.

O ser humano vive em transformação, desde que nascemos estamos em mudança contínua. Cada etapa de nossas vidas são marcadas por novidades, comportamentos diferentes, alterações de humor e de personalidade. Por mais que nossa essência, nosso caráter continue o mesmo, o que somos se altera a cada acontecimento. Nossa história é um livro que só termina junto com o término da vida. Muitas escolhas que fazemos parecem ser eternas, mas dificilmente são, quando percebemos estamos fazendo outra escolha que muda o rumo da anterior.
Por mais que vivemos em transformação, as mudanças sempre abalam de alguma forma as pessoas. O novo parece incomodar até mesmo aqueles que são mais aventureiros, ousados, pouco estáveis, principalmente porque inovar, significa fazer diferente do que já foi feito, isso é, encarar o desconhecido. Quando não sabemos exatamente o que vem pela frente, tendemos a ficar preocupados, com medo. Sentimentos de insegurança e desconfiança costumam permanecer e bloquear as pessoas a seguir adiante. Se a pessoa em questão é acomodada, gosta de controlar as situações, preferi a estabilidade, provavelmente não aceitará a mudança, permanecendo em sua zona de conforto.

Nós estamos sempre esperando um insentivo para realizar as coisas. Promoções, aumentos salariais, elogios, carinho, reconhecimento, valorização... porém não pensamos que as recompensas são competências de nossas ações. Primeiro precisamos fazer para depois receber. Claro que é importante refletir quais serão essas consequências, negociá-las, mas não devemos perder as oportunidades só porque não temos certeza do que irá acontecer. Precisamos de automotivação. Encontrar forças internas para encarar as tarefas, obstáculos. Esperar do outro, que o outro nos motive não é um caminho confiável, uma vez que para que o outro nos motive, precisamos querer nos motivar!!!

Rumo aos nossos objetivos precisaremos de planejamento, metas, atitude proativa, flexibilidade, adaptação e sem dúvida de Automotivação!!!
 

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Maré de Azar???

Quem nunca teve a sensação de que o mundo conspirava contra sua vida, que atire a primeira pedra! Todos nós em algum momento sentiu como se todos tivessem contra sua felicidade, sem sorte alguma, em uma maré de azar!

Maré de azar? Será? Afinal somos ou não somos os donos de nossas vidas, motoristas de nossa direção, protagonistas de nossa história? Maré de azar? Afinal o que é sorte? Uma imposição do destino? Um carma?

Eu digo que sorte é a união da oportunidade com a vontade de agarrar, de fazer acontecer, de estar preparado para tudo e todos. Azar é não estar no lugar certo na hora exata, não ter o perfil para a vaga desejada, não ter a formação esperada!

Ou seja, sorte ou azar, não tem nada haver com destino, tem haver com dedicação ou falta dela, vontade ou falta dela, coragem ou falta dela, ação ou falta dela.

É muito fácil culpar o mundo e as condições sociais, econômicas, governamentais, por aquilo que você não lutou, não correu atrás, não estudou, não realizou...

Ser ou não ser vai ser sempre a questão fundamental. Lidar com os problemas como se fossem um grande aprendizado é essencial. Entender que os benefícios de suas ações são meras consequências de uma atitude pensada e planejada é básico!!!

Para ter sorte precisa ter muita postura, ser uma pessoa muito envolvida com os sonhos, entender que o mundo não tem e nunca terá culpa dos seus fracassos.

Para não ter azar é preciso ter por perto pessoas que realmente fazem diferença na sua vida, buscar empregos que tem relação com o seu perfil profissional, realizar ações baseadas em princípios e valorizar aquilo que lhe faça bem, mas que traga benefícios coletivos, não somente para você!

Não adianta reclamar da sorte se você faz tudo a favor do azar!!! Sem atitudes proativas, será impossível ter, ser e fazer aquilo que realmente se quer!!! Pense nisso!!! Eu tenho pensado muito!!!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Forum: Traição

Neste Post venho propor uma discussão sobre TRAIÇÃO!

A TRAIÇÃO é um assunto muito discutido pelos casais que desejam manter uma relação estável; por amigos que se entregam numa amizade de cumplicidade; por chefes e funcionários diante de um trabalho de comprometimento.  Mas, afinal o que é TRAIÇÃO?

Segundo o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, TRAIÇÃO é o ato ou efeito de trair, enganar, revelar, não cumprir promessa, infidelidade conjulgal.

Ok, mas o que cada um considera INFIDELIDADE CONJULGAL? O que você considera TRAIÇÃO? Que atos você compreende como INFIEL?

Gostaria de ouvir os amigos, seguidores, por que esse tema é tão discutido e ao mesmo tempo tão pouco definido por aqueles que cobram FIDELIDADE?

Já agradeço aos participantes!!! bjs

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

O Tempo não pára - refletindo Cazuza

Ouço as pessoas, volta e meia, dizendo que a vida está passando muito rápido, que não encontram tempo para mais nada, que o dia voa... Eu mesma já me peguei dizendo essas coisas! Pois é, já dizia Cazuza "O tempo não pára"!

O tempo é o mesmo em segundos, minutos e horas, ele não mudou com o passar dos anos, nós é que mudamos! Não é o tempo que voa, somos nós que estamos ocupando nosso tempo, sem brexa nem para respirarmos. Acumulando atividades, funções, compromissos... e muitas vezes sem planejamento ou organização.

A falta de tempo, ou melhor, o acumulo de tarefas rotineiras e novas, nos fazem deixar de lado coisas que nem sabemos se poderíamos deixar, coisas que não sabemos se deveríamos priorizar! Qual o valor de nossas ações?

No acumulo de atividades também acumulamos mágoas... dos filhos que não vemos crescer, dos amigos que deixamos de ver, do amor que deixamos de buscar, do curso que desistimos de fazer... da escada encostada no muro errado!

Somos donos do nosso tempo e ao mesmo tempo escravos dele! Sem saber como administrá-lo acabamos perdendo o sentido de tantos afazeres. E de repente num insight vemos nossas piscinas cheias de ratos (nosso dia cheio de tarefas que não tem relação com nossos verdadeiros objetivos) e nossas idéias não correspondendo aos fatos (sonhos que nunca são realizados). E o tempo? O tempo não pára! E não podemos voltar atrás!!!

E se vemos o futuro repetir o passado é porque passou da hora de mudarmos o rumo das nossas vidas, fazer do museu uma grande novidade... usar as experiências erradas e certas como oportunidades de uma vida mais adequada aos nossos valores e sonhos! Precisamos dar um sentido ao nosso tempo ou melhor a nossa vida!!!

Vídeo de referência: Cazuza - O Tempo Nao Para! Tv special version http://www.youtube.com/watch?v=g1_gl75r6gc

Imagem: http://www.vale1clique.com/wp-content/uploads/2008/09/cazuza.jpg